Disponibilidade limitada de casas suburbanas

Em setembro de 2021, havia 13% menos casas disponíveis nos mercados
suburbanos em comparação com setembro de 2020. Nos mercados urbanos,
havia 6,3% menos casas.
A diferença vem de questões de demanda e oferta das imobiliárias. Em
setembro, a demanda por residências nos subúrbios (com base em pesquisas
online no Realtor.com) aumentou 42,1% em relação a setembro de 2019, antes
da pandemia, enquanto a oferta (com base em novas listagens) caiu 14,4% no
mesmo período. Em contraste, a demanda por residências urbanas aumentou
40,5% durante esse período, mas a oferta caiu 8%.
apartamentos a venda fanny curitiba Apolar
Antes que os subúrbios reivindiquem a vitória no mercado imobiliário, porém, é
interessante notar que o desejo pela vida na cidade continua existindo – com
40,5% mais pessoas procurando uma casa urbana do que antes da pandemia.
Um novo relatório descobriu que os compradores estão cada vez mais inclinados
a viver fora das áreas urbanas, e os preços em subdivisões e comunidades
planejadas estão subindo mais como resultado.
“Do estoque ao tempo no mercado, dados recentes mostram que a atividade de
compradores suburbanos acelerou em um ritmo mais rápido do que nas áreas
urbanas”, disse a economista-chefe da Realtor.com, Danielle Hale, em
comunicado. “Notavelmente, o prêmio de preço está diminuindo entre moradias
urbanas notoriamente caras e casas suburbanas à venda, normalmente
conhecidas por mais barganhas. Os compradores ainda podem obter mais
retorno nos subúrbios, mas a acessibilidade é cada vez mais uma consideração
em muitos mercados.”

Leave a Reply

Your email address will not be published.